PodBrisar #11 – Saudades da Brisa

Fala comigo, amigo ouvinte! Bora brisar?

Que sensação é essa de sentir a ausência? Como podemos perceber o passado lembrando dele no presente? Por que saudade só existe na língua portuguesa? Ficou curioso em brisar nessa palavra exclusiva do nosso dicionário?

Então libere a mente e solte as ideias porque aqui você Podbrisar!


Quer Zipar seu MP3? Copie o link e cole [AQUI]


Equipe:

 

 

 

 


Facebook: Edu Filhote Henrique

Telegram: @edufilhote

Skype: eduardofilhote


Mencionados no Episódio:

Quadrinho Wolverine: Saudade


Contato:

E-Mail – contato@machinecast.com.br

Twitter – @machine_cast

Facebook – facebook.com.br/machinecast

Alvanista – @machinecast

Google+ – https://plus.google.com/MachinecastBrasil

Canal no YouTube – MachineTube

Telegram – Machines (Integrantes e Ouvintes)


 

Comente pelo FaceBook

comentarios usando FaceBook

  • Tiago Ramos Melo

    Saudade de tanta coisa nessa vida, de vez em quando sempre briso nos momentos bons que tive na vida, infelizmente a gente não tem como voltar no tempo, mas nas nossas mentes estarão eternizadas. Parabéns por mais uma brisa boa grande mestre.

    • Edu Filhote Henrique

      Valeu grande Ti!!!!
      Saudade faz parte! kkk

  • Darley Santos

    A simples memoria já marca o tempo (e sabemos que isso muda com o próprio passar do tempo, daí a sensação do tempo passar mais rápido conforme vamos envelhecendo), então a saudade funciona mais como um intensificador associado a uma lembrança. Ah cara, saudade pra mim é um sentimento totalmente ambíguo… Ela parece por vezes fazer valer a lembrança de algo, como se indicasse que aquela vivência valeu a pena ou foi significativa o suficiente a ponto de você ter por ela uma consideração afetiva; por outro lado, a saudade é enganosa em sua ambiguidade, pois quase sempre lembramos dos supostos fatos de forma bem diferente da forma como realmente aconteceram, pois a mente distorce suas memórias com o componente da vontade e seus subjacentes anseios. Mas confesso que amo sentir saudade de alguma coisa – me apego facilmente a esse sentimento e fico a idealizar a possibilidade de reviver aquilo, de preferência com um galão de vinho de pirata do lado a me acompanhar em meus devaneios noturnos…