MachineCast #78 – Nintendinho (NES)

Saudações amigos ouvintes, encanadores italianos, gorilas sequestradores de princesas e caça-recompensas espaciais!

Mais uma incrível, fantástica e gamística viagem nostálgica da Velha Máquina! E dessa vez, vamos viajar por um dos melhores, mais importantes e mais memoráveis momentos da história dos games! A era 8-bits! E vamos começar pelo famoso quadradão cinzento da Nintendo, o famoso e memorável Nintendinho (NES) 8-bits!

Em meio a italianos encanadores, caçando gorilas sequestradores de podcasters, enfrentando chicletes rosados que engolem tudo pelo caminho, pilotando incríveis modelos de controle remoto e zuando até a zueira jamais chegou, mesmo que digam que a “Sega does what Nintendon’t”, vamos lá conhecer esse console que aqui quase ninguém conheceu, já que muito antes de ovelha Dolly, guaraná Dolly e over Dolly de nostalgia, esse console foi o responsável pela clonagem eletrônica de produtos!

Chega de delongas! Prepare sua flor do fogo, saque sua bazuca, masque seu chiclete, segure seu joystick e junte-se nessa viagem

IT’S A ME, MARIO!


Player e Download:

Quer Zipar seu MP3? Copie o link e cole [AQUI]


Equipe:

 

 

 

 


Mencionados no Episódio:

 


E-Mail – contato@machinecast.com.br

Twitter – @machine_cast

Facebook – facebook.com.br/machinecast

Alvanista – @machinecast

Google+ – https://plus.google.com/MachinecastBrasil

Canal no YouTube – MachineTube

Telegram – Machines (Integrantes e Ouvintes)

Comente pelo FaceBook

comentarios usando FaceBook

  • Darley Santos

    Mais uma parada obrigatória para a Velha Máquina! Anos 80, geração 8-bits… Agora é a vez do Nintendinho, depois de já terem abordado o Master System no cast 71. Ao invés da alcunha de Nintendinho, este tinha que ser chamado de Nintendão, não é? Pois, ele foi paradigma da indústria de games (o termo “messias” caiu bem no cast), precedeu o Super Nintendo (pode ser visto como “pai”, portanto), possui uma das maiores bibliotecas de jogos, como vocês falaram, e foi uma incubadora de franquias promissoras que se provaram mestras como Megaman, Mario, Donkey Kong, Final Fantasy, Zeldinha HD… Confesso que nunca joguei nada de NES, pois só fui conhecer a Nintendo com o SNES, isso já em 1995 ou 96. Foi um ótimo rolê por essas bandas do tempo, e espero ansiosamente o ingresso da Velha Máquina na era 16-bits!
    OBS.: falando em viagem no tempo… Edu anda viajando tanto na Velha Máquina que já tá confundindo as linhas temporais – veio do futuro falando no passado do cast 81, caracas… xD

  • Tiago Ramos Melo

    Um cast falando do console que salvou o mercado dos games e alavancou vários clássicos que ainda estão na atividade.
    Tive pouco contato com o NES, a única vez que joguei o console foi numa casa de um amigo que comprou o modelo fabricado aqui no Brasil (apesar que chegou meio atrasado e com a fama do SNES em alta), naqueles poucos minutos, joguei o super mário (não sei qual da sequência), mas foi uma breve experiência e mesmo sabendo dos seus clones, mas com certeza o grande acervo de jogos que ele tem fez uma grande diferença pra alguém ter um console mesmo original ou “alternativo”. Sem contar o conto do famoso Polystation, até me pergunto como eles conseguem fazer aquela maravilha vender, um emulador de NES com capa de PS fat, numa caixa nos moldes do N64 e com vários jogos em um carturcho!!!!!

    Bem, adorei o cast, esperamos que agora vão subir de level pra entrar nos outros consoles e agora brigar na luta entre o #TeamNintendo e o #TeamSega, até a próxima e vida longa ao pequeno da Big N.